Miranda do Douro
Miranda teria tido seu inicio num castro da idade do bronze, que foi romanizado, ocupado pelos Visigodos, e recebido foral de D.Afonso Henriques em 1136. Havia ncecessidade de ser povoado. O seu castelo será da época de de Afonso II, quando este confirma o foral em 1217. Com terra raiana recem-conquistada, foi sempre flagelada pelo reino de Castilla-Leon. D.Dinis restaura o castelo e manda construir nova cintura de muralhas. Durante a crise de 1383-85 Miranda apoia o Mestre de Aviz. A Paz traz prosperidade a Miranda, são prova disso algumas casas quinhentistas no seu centro historico. Em 1545 e a pedido de D.João III, o papa Paulo III cria a diocese de Miranda, retirada à de Braga. Por ser diocese, Miranda recebeu o título de cidade. Entre 1554-1566 é construida a sua Sé, maneirista, obra de Miguel de Arruda e Pedro de la Faya. A partir do séc. XVII existe uma regressão. O renascimento dá-se no séc.XX com a construção das grandes barragens hidroeléctricas. Até à pouco tempo atrás o acesso a Miranda era mais fácil por Espanha. Com a criação do Parque Natural do Douro internacional, toda esta região é agora visitada durante todo o ano.
View Larger Map